Passar para o Conteúdo Principal

logotipo Museu Neorealismo

Geografia do neorrealismo


Vocacionado para o estudo e a disponibilização de fontes documentais sobre o movimento, o Museu do Neo-Realismo desenvolve uma prática continuada de investigação e divulgação dos seus conteúdos, correspondendo, através de uma ação pedagógica e didática adequada, ao público heterogéneo que o visita. O Museu do Neo-Realismo tende hoje a ultrapassar as fronteiras da sua vocação temática original e situar-se no território das ideias e da cultura do século XX, relacionando assim o neorrealismo com outras correntes literárias, artísticas e de pensamento.

Esta nova amplitude temática tem ajudado a clarificar de modo crítico o eco produzido pelo neorrealismo junto de várias gerações de escritores, artistas e intelectuais portugueses.

O MNR não poderia de deixar de ser especialmente sensível ao modo como aqueles que se reivindicam de algum aspeto do movimento fizeram nas suas obras, por diversos meios, uma apropriação artística do país e produziram imaginários muito ricos, a partir das condições reais da sociedade portuguesa. Não ignora, também, a importância da marca territorial dessas relações: a existência de casas-museu, centros culturais ou galerias que conferem uma dimensão territorial do neorrealismo.

Com o Programa “Geografia do neorrealismo”, o MNR pretende afirmar-se como parceiro dinâmico na constituição de uma rede que reforce a importância territorial da cultura sobretudo através da articulação da programação de polos locais.