Passar para o Conteúdo Principal

logotipo Museu Neorealismo

Ilse Losa

[N. Buer (Alemanha), 1913 – M. Porto, 2006]

imagemEscritora.

Frequentou o Instituto Comercial em Hanover. Judia, foi obrigada a abandonar o seu país, em 1934, refugiando-se no Porto.
Foi colaboradora dos jornais Jornal de Notícias, O Comércio do Porto, Diário de Notícias e Neue Deutsche Literatur e das revistas Seara Nova e Vértice.
Tradutora, não só de alemão para português, dos mais importantes autores alemães, como também, no sentido inverso, de autores portugueses, organizou várias antologias.
Dedicou-se à literatura infantil, recebendo o Grande Prémio Gulbenkian.
Recebeu, também, o Grande Prémio de Crónica da APE.

 

Obras:

Ficção: O Mundo Em Que Vivi (romance), 1949; Histórias Quase Esquecidas (contos), 1950; Grandes Brancas (poemas em prosa), 1951; Rio Sem Ponte (romance), 1952; Aqui Havia uma Casa (contos e novelas), 1955; Retta ou os Ciúmes da Morte (novela), 1958; Sob Céus Estranhos (romance), 1962; Encontro de Outono (contos), 1965; Estas Searas (contos e crónicas), 1984; Caminhos sem Destino, 1991;
Crónica: À Flor do Tempo, 1997;
Viagens: Ida e Volta – À Procura de Babbitt, 1959;
Literatura Infantil: Faísca Conta a sua História, 1949; A Flor Azul, 1955; Um Fidalgo de Pernas Curtas, 1961; Duas Peças Infantis, 1962; Um Artista Chamado Duque, 1965; A Adivinha, 1967; Beatriz e o Plátano, 1976; Viagem Com Wish, 1976; João e Guida (teatro), 1977; O Mosquito e o Sr. Pechincha, 1979; Bonifácio, 1980; A Estranha História Duma Tília, 1981; O Expositor, 1982; Silka, 1984; Na Quinta das Cerejeiras, 1984; O Quadrado Roubado, 1985; Ana-Ana; O Senhor Leopardo, 1987; A Visita do Padrinho, 1989; O Príncipe Nabo (teatro);
Literatura para adolescentes: A Minha Melhor História, 1979;
Ensaio: O Papel do Cinema na Vida da Criança, 1954; Nós e a Criança, 1954.