Passar para o Conteúdo Principal

logotipo Museu Neorealismo

COSMO/POLÍTICA #5: Comunidades provisórias

Banner 2500x550mm cosmopolita5 22out 1 600 839
26 Out 2019 a 23 Fev 2020

Nesta quinta exposição do ciclo COSMO/POLÍTICA abordamos a criação de comunidades e de coletividades, aproximando o seu entendimento desde o espírito do movimento neorrealista até à atualidade.
Nela o romance Gaibéus de Alves Redol, de 1939, ganha destaque, pela atenção concedida aos coletivos, assalariados e migrantes e a um empenhamento no conhecimento, na consciencialização e superação da sua condição. Oito décadas depois, importa convidar artistas contemporâneos a refletir sobre a sua ativação presente e projeção futura.
Mantemo-nos na expectativa. Se permanece uma indiscutível ausência e alienação do sentido comunitário, de resignação e entorpecimento face aos migrantes e de exacerbada glorificação do individualismo decorrente do neoliberalismo, também sentimos a emergência de alternativas e diferentes formas de construir sentidos comuns pela defesa de um espírito coletivo, de união na defesa dos valores e direitos sociais.
A partir da obra de Alves Redol interessa-nos reativar o sentido de muitas iniciativas culturais e artísticas que se desenvolveram nas décadas de trinta a cinquenta do século XX, em que através de iniciativas de dinamização cultural e coletividades se organizaram visitas, convívios, cursos, excursões, exposições, passeios que promoviam o encontro de expectativas comuns e forjavam comunidades desejáveis.
Os acervos fotográficos do Museu Municipal de Vila Franca de Xira e do Museu do Neo-Realismo, os espólios literários do acervo documental deste mesmo museu, acervos filmográficos da Cinemateca Portuguesa, e demais documentação existente nas coletividades do concelho serão as fontes para a investigação dos artistas convidados.

Paulo Mendes
Tiago Baptista
Susana Mouzinho

CURADORAS
Sandra Vieira Jürgens
Paula Loura Batista

Vista da instalação de Susana Mouzinho "Aconteça no meio o que for" | Créditos da imagem: João Neves