Passar para o Conteúdo Principal

logotipo Museu Neorealismo

Atribuído o Prémio para Melhor Trabalho de Museografia

Ff 1 600 839
10 Dez 2020

Prémios APOM distinguem o Museu do Neo-Realismo em Vila Franca de Xira pela Exposição “Cândido Portinari em Portugal”

Café, 1935
Candido Portinari
Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro

A Associação Portuguesa de Museologia (APOM) voltou a distinguir o Museu do Neo-Realismo em Vila Franca de Xira, desta feita com o Prémio para Melhor Trabalho de Museografia, atribuído à Exposição “Cândido Portinari em Portugal”. A cerimónia de entrega da 25.ª edição dos Prémios APOM decorreu por videoconferência no passado dia 10 de dezembro.

O prémio atribuído visa distinguir a exposição que apresente a melhor organização científica das coleções em exposição, considerando também aspetos como a criatividade na apresentação dos objetos, o cumprimento das normas de segurança e de conservação, a garantia da acessibilidade a todos os públicos e também a criação de um percurso expositivo atraente que permita criar uma relação afetiva com o público, transmitindo os conteúdos programados através dos objetos e dos elementos expositivos selecionados pelo/a museólogo/a. A edição de 2020 dos Prémios APOM contou com 208 candidaturas, envolvendo instituições de Portugal Continental e Regiões Autónomas.

A Exposição “Candido Portinari em Portugal” teve o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República e esteve patente no Museu do Neo-Realismo em Vila Franca de Xira entre outubro de 2018 e março de 2019. Constituiu-se como um evento cultual de dimensão nacional, dando ao público a oportunidade de voltar a ver a mítica obra Café, 78 anos depois de ter estado exposta em Portugal, na “Exposição do Mundo Português”. O projeto expositivo, que teve a curadoria da diretora científica do Museu, Raquel Henriques da Silva, e de Luísa Duarte Santos, apresentou também outras obras relevantes de Candido Portinari, reunindo todas as obras que à data se conhecia existirem em Portugal e que, à volta de Café, permitiram celebrar o artista estrangeiro que mais obras tem em Portugal.

A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira congratula-se com a atribuição de mais este prémio por parte da APOM, que reconhece a excelência do trabalho desenvolvido pelo Museu do Neo-Realismo em Vila Franca de Xira.

Outros prémios e distinções atribuídos pela APOM ao Museu do Neo-Realismo:
2007 – Prémio melhor catálogo (ex-aequo) “Batalha pelo conteúdo – movimento neo-realista português”
2011 – Menção honrosa para a exposição “Tarrafal – Memória do Campo de Concentração”
2012 – Prémio melhor serviço de extensão cultural com as comemorações do “Centenário de Alves Redol”
2014 – Prémio melhor catálogo “A doce e ácida incisão – a gravura em Contexto (1956-2004)”
2017 – Menção honrosa para exposição “Os ciclos do arroz” | Prémio Pró-Autor da Sociedade Portuguesa de Autores, como forma de reconhecimento pelo contributo da instituição na promoção dos valores culturais e da cidadania em Portugal.